Desenvolvimento Humano no Brasil tem leve crescimento entre 2016 e 2017

Melhorias nas dimensões Longevidade e Educação garantiram o aumento do índice, apesar da piora na dimensão Renda Entre 2016 e 2017, o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Brasil manteve-se praticamente estável: passou de 0,776 para 0,778. É o que mostram os dados atualizados do Radar IDHM, estudo que detalha os indicadores de desenvolvimento humano no Brasil, nas Unidades da Federação e em Regiões Metropolitanas. O Radar IDHM, divulgado em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 16, é composto por três dimensões (Renda, Educação e Longevidade), formadas por diversos indicadores.…

LEIA MAIS...

ONU recebe inscrições para conferência global da sociedade civil

Estão abertas as inscrições para a 68ª Conferência da ONU para a Sociedade Civil, que será realizada em Salt Lake City, Utah, Estados Unidos, de 26 a 28 de agosto. O encontro deste ano tem como tema “Construindo cidades e comunidades sustentáveis e inclusivas”. Podem se inscrever indivíduos e organizações da sociedade civil de todos os países. A prioridade será dada a organizações formalmente associadas ao Departamento de Comunicação Global da ONU e aquelas com status consultivo no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC, na sigla em inglês).…

LEIA MAIS...

Casos de sarampo têm aumento de 300% no mundo, diz OMS

Dados preliminares mostram que os casos de sarampo no mundo tiveram aumento de 300% no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado, afirmou na segunda-feira (15) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o organismo da ONU, todas as regiões do planeta têm registrado um crescimento prolongado no número de episódios da doença, que avançou mesmo em países com elevada cobertura de vacinação, como os EUA. Entre as nações que registram surtos atualmente, estão a República Democrática do Congo, Etiópia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Madagascar,…

LEIA MAIS...

Plataforma de inteligência artificial quer combater a violência contra mulheres

Idealizada pela professora Cristina Castro-Lucas em conjunto com a Empresa Social Ink Inspira e outras empresas de notório saber das áreas de tecnologia, o projeto Glóriaé uma plataforma de inteligência artificial que objetiva diminuir todas as formas de violência contra mulheres e meninas. A inteligência artificial foi criada por meio de interfaces inteligentes e de autoaprendizagem a partir de um conjunto de algoritmos capazes de evoluir com interações em linguagem natural com o usuário. Ao conversar com Glória, as pessoas vivenciarão comportamentos e atitudes de uma pessoa real. Ela entenderá os fatos abordados…

LEIA MAIS...

DOCUMENTÁRIO MOSTRA PESSOAS IMPACTADAS PELAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

“O Amanhã é Hoje” foi lançada na conferência das Nações Unidas sobre o clima, a COP 24, realizada em dezembro do ano passado na Polônia. Uma agricultora, uma chefe de brigada de incêndio, um comerciante, uma artesã, um produtor de ostras e uma microempresária. Cada um de uma região do Brasil: Santos (SP), Itajaí (SC), Parque Estadual Ilha do Cardoso (SP), Nova Friburgo (RJ), Terra Indígena Krikati (MA), São José do Egito (PE). O que eles têm em comum? São impactados diariamente com ações das mudanças climáticas. Em 23 minutos,…

LEIA MAIS...

Países aprovam declaração sobre direitos sexuais e reprodutivos de mulheres e meninas

Ministros e representantes de diversos países aprovaram na segunda-feira (1) na sede da ONU, em Nova Iorque, uma declaração política que reafirma o apoio ao Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), que estabeleceu que a saúde reprodutiva, os direitos individuais e o empoderamento das mulheres são cruciais para atingir o desenvolvimento sustentável. A declaração foi aprovada no aniversário de 25 anos da CIPD, o que representa um marco histórico em direitos humanos, saúde reprodutiva e autonomia. A iniciativa reafirma o apoio mundial a este acordo, e…

LEIA MAIS...

Governo do Maranhão amplia reconhecimento aos bens culturais maranhenses

O governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secma), ampliou o reconhecimento aos bens culturais Capoeira, Bumba-Meu-Boi e Tam­bor de Crioula como Patrimônio Cultural Maranhense Imaterial. O Decreto de nº 34.718 foi publicado no Diário Oficial do dia 27 de março. “É um momento significativo para a cultura popular ter a oficialização do reconhecimento desses bens culturais como patrimônio imaterial do estado, a iniciativa não só amplia mas fortalece o trabalho de promoção, preservação e valorização do nosso patrimônio cultural”, afirmou o secretário de Cultura, Diego…

LEIA MAIS...

BNDES IRÁ LANÇAR PROGRAMA DE CROWDFUNDING PARA FINANCIAR CULTURA

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá anunciar uma iniciativa para captar recursos, por meio de financiamento coletivo, visando o apoio a projetos culturais de patrimônio material e imaterial. Denominado Matchfunding BNDES + Patrimônio Cultural, o programa prevê que os recursos arrecadados sejam triplicados, sendo assim, a cada R$ 1 obtido, o BNDES disponibilizará outros R$ 2. Segundo o gerente no Departamento de Educação e Cultura do BNDES, Eduardo Bizzo, o objetivo do programa é estruturar e testar um mecanismo em que a sociedade participa como parceira do banco, cofinanciando e fiscalizando os…

LEIA MAIS...

Plataforma de Acompanhamento de Políticas Culturais

A UNESCO acaba de lançar uma plataforma de acompanhamento das políticas públicas de cultura desenvolvidas nos países membros da Convenção sobre a Promoção e a Proteção da Diversidade das Expressões Culturais. De acordo com a organização, o objetivo da ferramenta é apoiar a elaboração de políticas baseadas em dados factuais para a promoção da diversidade das expressões culturais, bem como sistemas de governança transparentes e participativos, tendo em vista que “as práticas inovadoras demonstram o papel da cultura na implementação do programa de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da ONU.…

LEIA MAIS...

Dados de violência contra a mulher são a evidência da desigualdade de gênero no Brasil

Por Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima, Fórum Brasileiro de Segurança Pública do portal G1 Os dados divulgados pelo Monitor da Violência neste 8 de março indicam que a violência contra a mulher permanece como a mais cruel e evidente manifestação da desigualdade de gênero no Brasil. A sociedade, cada vez mais entregue à hipocrisia política e populista daqueles que estimulam a violência como resposta pública ao medo e ao crime, ignora que não há lugar seguro para as mulheres no país. Não há separação entre espaço público e…

LEIA MAIS...