Em dia mundial, chefe da ONU alerta para momento crítico na resposta ao HIV

Trinta anos após o primeiro Dia Mundial contra a AIDS, lembrado em 1º de dezembro, a resposta ao HIV ainda está em um ponto crítico, afirmou neste sábado o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres. Chefe da ONU ressaltou que a atual resposta dos países vai definir o curso da epidemia – se irá acabar até 2030 ou se gerações futuras terão de carregar o fardo da infecção. Em mensagem para a data, Guterres destacou que grandes progressos foram feitos em diagnósticos, tratamentos e esforços de prevenção, mas alertou que…

LEIA MAIS...

Ambiente doméstico concentra maior número de assassinatos de mulheres no mundo, diz ONU

Cerca de 87 mil mulheres no mundo foram vítimas de homicídio em 2017. Desse grupo, aproximadamente 50 mil — ou 58% — foram mortas por parceiros íntimos ou parentes. Isso significa que, por hora, no ano passado, seis mulheres foram assassinadas por pessoas que elas conheciam. Os números foram divulgados nesta semana pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC). Organismo vê estagnação de progressos para proteger as mulheres no ambiente doméstico. “Embora a vasta maioria das vítimas de homicídio sejam homens, as mulheres continuam a pagar o…

LEIA MAIS...

Pobreza cresce 11%, renda média das mulheres cai e Brasil sobe no ranking mundial da desigualdade

A Oxfam Brasil revela que, depois de um período de queda iniciado em 2002, a desigualdade aumentou em 2016 e manteve esse quadro no ano passado, quando a quantidade de pessoas pobres registrou crescimento de 11% e, pela primeira vez, em 23 anos, a renda média das mulheres caiu em relação à dos homens. Motivos? Recessão, aumento do desemprego e crise financeira do governo que impede investimentos em projetos sociais e em políticas públicas para os mais pobres. Resultado: o país subiu um ponto no ranking mundial de desigualdade de renda, elaborado pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento da ONU), passando de 10º para 9º…

LEIA MAIS...

“PRÊMIO ROBERT F. KENNEDY DE DIREITOS HUMANOS” ESTÁ RECEBENDO INDICAÇÕES PARA HOMENAGEAR AQUELES QUE LUTEM PELOS DIREITOS HUMANOS

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos para homenagear um indivíduo ou grupo de indivíduos que enfrentam a opressão por grave risco pessoal na busca não violenta dos direitos humanos. O Prêmio reconhece indivíduos de destaque e apoia o trabalho do selecionado de maneira contínua por meio de treinamento e capacitação, além de defesa da causa junto a governos, organizações internacionais e outras instituições. VALOR:  30 mil dólares ao escolhido. Embora seja preferível que um indicado receba o prêmio, se mais de um destinatário for selecionado…

LEIA MAIS...

Violência contra as mulheres é ‘pandemia global’, diz chefe da ONU

Em evento na sede da ONU, em Nova Iorque, o secretário-geral António Guterres afirmou na segunda-feira (19) que o mundo só vai se orgulhar de ser “justo e igualitário” quando as mulheres puderem viver livres do medo e da insegurança cotidiana. Chefe da Organização condenou a violência de gênero, descrita pelo dirigente como “uma pandemia global”.   “É uma afronta moral a todas as mulheres e meninas, e a todos nós, uma marca vergonhosa em todas as nossas sociedades”, criticou Guterres em encontro de ativistas e especialistas para marcar o Dia…

LEIA MAIS...

Movimento indígena e organizações indigenistas reforçam compromisso de defesa da Constituição

Evento no Memorial dos Povos Indígenas, em Brasília, marcou os 30 anos do reconhecimento dos direitos indígenas na Constituição e debateu cenário de ameaças O movimento indígena e as organizações da sociedade civil que o apoiam reforçaram o compromisso de defender os direitos indígenas previstos na Constituição. Também enfatizaram a necessidade de formação de uma frente ampla, com diversos setores da sociedade, para resistir a qualquer retrocesso na aplicação desses direitos. Essa mobilização ganha ainda mais importância num cenário de graves ameaças aos povos indígenas e ao meio ambiente. Foram…

LEIA MAIS...

Onu Publica texto explicando cada artigo da declaração universal dos direitos humanos

Já se passaram 70 anos desde que líderes mundiais determinaram explicitamente quais direitos todos no planeta poderiam esperar e exigir simplesmente por serem humanos. Nascida do desejo de impedir outro Holocausto, a Declaração Universal dos Direitos Humanos continua a demonstrar o poder das ideias para mudar o mundo. A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) foi adotada em 10 de dezembro de 1948. Para marcar o aniversário, nas próximas semanas, o Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) publicará textos informativos sobre cada um de seus artigos.…

LEIA MAIS...

Projeto adapta ECA ao novo Código Civil e reduz idade mínima obrigatória para assistência em juízo

Um projeto de lei em análise na Câmara dos Deputados reduz de 21 para 18 anos a idade prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) para que o cidadão possa representar a si mesmo em juízo, sem a necessidade de ser assistido pelos pais ou responsáveis. A medida está prevista no Projeto de Lei 9991/18, do deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA). Atualmente, o ECA estabelece que os menores de 16 anos serão representados; e os maiores de 16 e menores de 21 anos, assistidos por…

LEIA MAIS...

UNICEF convoca candidatos a colocar infância e adolescência no centro da agenda eleitoral

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) pede que os candidatos e as candidatas à Presidência da República e aos governos dos estados e do Distrito Federal coloquem os direitos e o bem-estar das crianças e dos adolescentes no centro das suas agendas eleitorais. “Nas últimas décadas, o Brasil atingiu conquistas importantes para suas crianças e adolescentes”, disse Florence Bauer, representante do UNICEF no Brasil. “Porém, muitos deles ficaram excluídos do progresso. Nos próximos quatro anos, mais que manter os avanços, é preciso ir além e desenvolver políticas públicas que…

LEIA MAIS...

“ITAÚ UNIBANCO” E “MAIS DIVERSIDADE” RECEBEM INSCRIÇÕES P/ SELEÇÃO DE PROJETOS QUE PROMOVAM A DIVERSIDADE LGBT – PRAZO ATÉ 11/10/2018

O primeiro edital LGBT + ORGULHO estão com as inscrições abertas e vai selecionar projetos que têm como objetivo promover a valorização das questões de diversidade LGBT no Brasil. A iniciativa é do Itaú Unibanco, em parceria com a consultoria Mais Diversidade. Serão aceitas propostas de caráter cultural, educacional, esportivo ou social e que contemplem o respeito e a valorização da diversidade LGBT. Representatividade regional e atuação em conjunto com outros pilares da diversidade, como raça e etnia, gênero, pessoas com deficiência, idade, gerações e refugiados são alguns dos outros critérios a…

LEIA MAIS...