Casos de sarampo têm aumento de 300% no mundo, diz OMS

Dados preliminares mostram que os casos de sarampo no mundo tiveram aumento de 300% no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado, afirmou na segunda-feira (15) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o organismo da ONU, todas as regiões do planeta têm registrado um crescimento prolongado no número de episódios da doença, que avançou mesmo em países com elevada cobertura de vacinação, como os EUA. Entre as nações que registram surtos atualmente, estão a República Democrática do Congo, Etiópia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, Madagascar,…

LEIA MAIS...

Prêmio reconhece experiências de sucesso na atenção primária à saúde

O Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) lançaram na sexta-feira (5) o edital do “Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal”. O objetivo é identificar, dar visibilidade, reconhecer e promover iniciativas municipais, estaduais ou regionais que tenham como foco a melhoria da atenção primária à saúde (APS), principalmente o acesso. As inscrições podem ser feitas de forma gratuita, entre os dias 15 de abril e 15 de junho, por Equipes de Saúde da Família, Coordenações de Atenção Básica regionais ou municipais, Secretarias Municipais de Saúde e Secretarias…

LEIA MAIS...

Doutores da Alegria seleciona projetos em artes cênicas, música e dança para hospitais

Doutores da Alegria convida a classe artística do estado do Rio de Janeiro para levar projetos em artes cênicas, música e dança a hospitais públicos do estado. As inscrições vão de 11 de fevereiro a 26 de abril de 2019 e os espetáculos selecionados serão apresentados entre julho de 2019 e dezembro de 2020, em calendário previamente acordado entre a organização, os hospitais e as companhias artísticas. Em atividade desde 2009, o projeto Plateias Hospitalares viabiliza o acesso de pacientes, acompanhantes e funcionários dos hospitais às apresentações artísticas de diferentes linguagens. Doutores da Alegria…

LEIA MAIS...

Fundo de População da ONU firma parceria com MP em assistência humanitária, saúde sexual e reprodutiva

A cooperação entre a agência da ONU e o Ministério Público Federal (MPF) prevê apoio à gestão em situações de crise, como desastres naturais, emergências sanitárias e processos migratórios. Para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, iniciativa é importante para o atual momento que vive o mundo, com movimentos discriminatórios e xenofóbicos. O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Ministério Público Federal (MPF) firmaram na segunda-feira (11) uma parceria para promover ações de saúde sexual e reprodutiva e assistência humanitária no Brasil. A cooperação prevê mais diálogo…

LEIA MAIS...

Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase

No último domingo do mês de janeiro é comemorado o Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase. Durante todo o mês, o Janeiro Roxo, ações chamam a atenção da população e de profissionais de saúde para os sinais e sintomas e alertam para a importância do diagnóstico precoce, tratamento oportuno e ações de controle da doença. O combate ao estigma e à discriminação também faz parte das ações do Dia Mundial. Por isso, nesta celebração é importante lembrar que a enfermidade, marcada por um passado triste de discriminação e isolamento…

LEIA MAIS...

ONU ajuda Maranhão a reduzir mortes maternas

O ano de 2018 se encerrou com uma conquista para as mães e gestantes do Maranhão. A Regional de Saúde de Balsas, área que engloba 13 cidades do sul do estado, alcançou na sexta-feira passada a marca histórica de zero morte materna nos últimos 365 dias. O avanço é fruto do trabalho conjunto da Secretaria estadual de Saúde e das pastas municipais com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).     Uma das ações que permitiram chegar a esse resultado foi…

LEIA MAIS...

Em dia mundial, chefe da ONU alerta para momento crítico na resposta ao HIV

Trinta anos após o primeiro Dia Mundial contra a AIDS, lembrado em 1º de dezembro, a resposta ao HIV ainda está em um ponto crítico, afirmou neste sábado o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres. Chefe da ONU ressaltou que a atual resposta dos países vai definir o curso da epidemia – se irá acabar até 2030 ou se gerações futuras terão de carregar o fardo da infecção. Em mensagem para a data, Guterres destacou que grandes progressos foram feitos em diagnósticos, tratamentos e esforços de prevenção, mas alertou que…

LEIA MAIS...

Projeto Rap e Ciência – Fiocruz

Você é artista de rap, tem entre 18 e 30 anos e participa de batalhas de rap? A gente tem uma proposta: que tal fazer parte de um projeto que envolverá fazer música sobre ciência, saúde e temas sociais? O projeto Rap e Ciência, iniciativa financiada pela Fiocruz e que conta com a parceria do Museu da Vida, vai começar na segunda quinzena de outubro e vai selecionar quatro jovens entre 18 e 30 anos que já tenham concluído o ensino médio. O projeto será realizado em duas etapas: de outubro…

LEIA MAIS...

Agora é lei: morador de rua deve ser atendido pelo SUS

Está assegurado por lei o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) de famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade ou risco social, mesmo que eles não apresentem comprovante de residência. A Lei 13.714, de 2018, que proíbe expressamente a recusa de atendimento pelo SUS nesses casos, foi publicada no Diário Oficial da União em agosto. Assistência social O texto original do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 112/2014 obrigava a criação de uma identidade visual para o Sistema Único de Assistência Social (Suas), que sirva para identificar todos os locais que prestam…

LEIA MAIS...

ONU: uma criança morre a cada 5 segundos no mundo

Cerca de 6,3 milhões de crianças com menos de 15 anos morreram em 2017 em função de doenças, fatalidades ou violência, segundo estimativas divulgadas nesta semana (17) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e pelo Grupo Banco Mundial. Isso significa que, no ano passado, a cada cinco segundos, morria um jovem da faixa etária analisada. Maioria dos óbitos — 5,4 milhões — ocorreu entre meninos e meninas com até cinco anos de idade. Quase metade dos falecimentos registrados na primeira infância…

LEIA MAIS...