Espetáculo promove comunicação entre surdos e ouvintes em Salvador

Pela primeira vez, a cidade de Salvador será palco de um espetáculo teatral profissional estrelado por atores surdos e ouvintes.

A peça DIFERENTE estréia hoje, (06 de maio, sexta) e permanece em cartaz até 19 de junho, sempre às sextas, sábados e domingos, às 20h, no Café Teatro Sitorne, no bairro do Rio Vermelho. A entrada é gratuita e a censura livre.

O texto, escrito especialmente para a ocasião, é assinado pelo dramaturgo baiano Claudio Simões, em co-autoria com Ivan dos Santos, Leandro Rocha e Roberto Salles. Os autores basearam-se em situações e experiências apresentadas nas oficinas realizadas no período de janeiro a fevereiro 2011, através do PROJETOVOZES EM GESTO. Os 20 participantes tiveram aulas de Teatro, Mímica Corporal Dramática, Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

O elenco é composto por três atores ouvintes e três surdos – selecionados durante as oficinas – e reúne Beto Cerqueira, Cássia Domingos, Cibele Lisboa, Deise da Hora, Leonardo Alves e Lindinalva Bernardo.

A peça narra a história de amor de Daniele (Cássia Domingos), uma jovem secretária ouvinte, e Vitor (Leonardo Alves), um ator aspirante surdo. A surdez é apenas mais uma das diferenças que ligam os protagonistas e demais personagens. Nesse contexto, DIFERENTE, é uma peça que fala de igualdade na diferença, pois não tem como princípio transformar a surdez em um “problema” e o surdo em alguém que precisa ser “aceito”. Baseado nessa premissa, o espetáculo é falado nas duas línguas oficiais utilizadas no Brasil, LIBRAS e português.

A dramaturgia e a direção do espetáculo foram pensadas em função de proporcionar a ampla compreensão do mesmo tanto por surdos quanto por ouvintes indistintamente. A LIBRAS é falada pelos próprios personagens, propiciando ao público surdo acompanhar o desenrolar dos acontecimentos sem a utilização das recorrentes traduções simultâneas fora da cena. Por também ser falado em português, o espetáculo permite amplo entendimento ao publico ouvinte, além de estimulá-lo a se familiarizar mais com a linguagem de sinais.

O objetivo do espetáculo é contribuir para o cumprimento do princípio de igualdade para todos, incluindo o direito à comunicação e às artes. A iniciativa faz parte do Projeto Vozes em Gesto, realizado pelo Centro de Surdos da Bahia (CESBA), que conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), através do Edital 33/2008 Cultura e Direitos Humanos.

DIFERENTE – O espetáculo tem direção de Roberto Salles e consultoria em LIBRAS de Panthéia Daniele Mesquita. O cenário foi criado por Maurício Pedrosa, o figurino por Rino Carvalho, a maquiagem por Marie Thauront, a iluminação por Marcos Oliveira e a trilha sonora por Leandro Rocha.

SERVIÇO:

O quê: Espetáculo Diferente
Quando: De 06/05 a 19/06 (sextas, sábados e domingos)
Horário: As 20h
Onde: Café Teatro Sitorne (Rua Deputado Cunha Bueno, nº 55, Rio Vermelho, 71 3347-7089)
Quanto: Gratuito

fonte: a produção e plugcultura

Gestor Social e Bacharelando em Ciências Contábeis pela Universidade Ceuma. Especialista em projetos socio-Culturais, Cordelista nas horas vagas , empreendedor social. Criador deste site, que,  desde 2011  já contribui com inúmeras entidades em todo país através de consultorias para entidades do 3º Setor na elaboração e planejamento estratégico e orçamentário . Adoro café , as noites com livro e cinema , world music e está em casa curtindo a família.

Você também vai gostar de ler estes...

Leave a Comment